sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Rapidez

E já passaram 5 dias de férias!...
Certamente o número dos que ainda falta gozar é animador, mas estamos aqui estamos de volta às salas de aula cheias de gente, muitíssimo quentes e a cheirar a humano, com um monte de caritas que afirmam convictamente "Não queremos nada 'tar aqui, stora!". E eu a concordar com eles no meu subconsciente, mas a ter de fingir uma vontade férrea de estar ali, visto que sou a adulta, a pedagoga, o exemplo...
Chega!
Vou ver outro filme!

Prazeres genuínos

Quando, hoje, o meu pai me arranjou com muito carinho a janela de rede mosquiteira da minha cozinha, confirmei que já aproveitei quase 52 anos da minha vida na sua companhia e esse privilégio já ninguém me pode tirar!

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Crença

Há que viver acreditando. Claro que é mais fácil o lamento, a "coitadinhação" de nós próprios, mas a lutar, conhecendo-nos cada vez mais e melhor podemos ultrapassar obstáculos e ser surpreendidos  pelas coisas boas da vida, independentemente da sua dimensão.

Helas!

Afinal, pode mesmo tudo acontecer!...

quarta-feira, 20 de julho de 2016

E resulta!

Quereis emagrecer?
É só fazer a preparação para uma colonoscopia...

Abrindo caminhos

Ela começou por ficar curiosa sobre quem a tinha tornado objeto de admiração.
Um café de final de dia, supostamente breve, instalou-o, de mansinho, nos seus pensamentos. Foi aí que descobriu os seus olhos azuis, o seu gosto por viagens e leitura, a sua gentileza. O café breve foi crescendo até ao lusco-fusco e fê-la aceitar o convite para jantar na praia, daí a uns dias
Pisar, descalça, a areia das dunas, curiosa, querendo descobrir o seu gosto em descobri-la, deu-lhe uma satisfação e um bem-estar tranquilo que há muito não experimentava.
Política, filhos, recordações de infância, gostos, as palavras fluem e os silêncios não incomodam.
Quando surgiu a hipótese de passar um dia inteirinho na praia da sua juventude, deu por ela ansiosa e receosa: desejava muito a sua companhia, mas temia mostrar o seu corpo desnudo de senhora já antiga e muito branca. A sua energia e aparente descontração, levou-a, calmamente até ao jantar, no restaurante de sempre.
E ele foi ficando. Está lá no seu pensamento e abriu-lhe as portas do coração.

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Lar

Gosto de ter uma casa, esta casa, e de por ela deambular, ajeitar um tapete, fechar a porta da casa de banho. Gosto de me assomar à janela ou de espreitar apenas pela nesga entreaberta e ouvir os passarinhos. Gosto do som do vento na lareira e de ver a mantinha no sofá da sala. Gosto das paredes amarelas do meu quarto e da luz do sol a teimar pelos cortinados.
Que bem que me sinto aqui!

domingo, 1 de maio de 2016

Dia da Mãe

Neste dia, em que é suposto glorificar a maternidade, faço-o pela metade.
Sinto, bem cá no fundo, que dei tudo enquanto mãe: sozinha, tirei das minhas entranhas o mundo possível para dar às minhas filhas. Consegui-o, mas só pela metade.
Tenho o amor infinito de uma filha e o desapego doloroso da outra. Se apenas tivesse uma, a que me faz sofrer, acharia que que tinha fracassado redondamente, enquanto mãe. Mas, depois, olho para a outra, um ser humano lindo, com valores, empreendedora, meiga e acredito que tudo o que de horrível a irmã me diz não faz sentido e que sou, efetivamente, uma MÃE.
Missão cumprida, pela metade.

quarta-feira, 27 de abril de 2016

É óbvio!

Hoje, perguntaram-me porque é que não escrevia um livro.
Respondi o óbvio: não sou capaz, nem sofro o suficiente!

terça-feira, 26 de abril de 2016

sábado, 23 de abril de 2016

Dia Mundial do Livro

Perdi a conta aos livros que li nestes quase 52 anos de vida. Tenho pena de não ter lido muitos mais e já me parece que não vou ter tempo para todos os que quero ler...

segunda-feira, 14 de março de 2016

Ele há coisas...

Nunca pensei que uma tendinite no ombro pudesse afetar tanto o cérebro...